Analisando o Fim do Anime de Bleach

Para quem não sabe, dia 27 de Março, Terça-Feira, 18h, será transmitido no Japão o episódio de número 366 de Bleach – e sete anos e meio após a estreia da adaptação da obra de Tite Kubo, este será o último episódio da bem-sucedida franquia.

E como podemos ver aqui, logo na semana seguinte estreia a adaptação do manga spinoff de Naruto chamado Naruto SD: Rock Lee no Seishun Full-Power Ninden, que como o próprio nome já deixa muito claro centra-se em aventuras leves e cômicas focadas no carismático personagem Rock Lee – o que apenas confirma que Bleach simplesmente esgotou aqui sua capacidade de fazer dinheiro o suficiente para bancar uma animação constante para televisão aberta e nacional.

Isto é algum demérito? De forma alguma. Mesmo na muito poderosa Shounen JUMP somente a dupla que consiste em One Piece e Naruto continuam no ar tendo até aqui mais episódios dos que Bleach se contentará em ter [vale lembrar que somados recentemente quebraram a assombrosa marca de mil episódios]; ainda temos Gintama [indo para seu sexto ano] e Toriko [indo para seu segundo] como verdadeiros candidatos a quebrar a marca de Bleach, sendo que no estado em que estão já podem ser considerados sucessos assustadores.

Voltando a falar de Bleach sob o viés da produção do anime, simplesmente tivemos que a TV Tokyo, Dentsu e Studio Pierrot chegaram a conclusão que o atual modelo de negócios não valia a pena de ser mantido, ponto. Uma animação com audiência e faturamento direto [venda de DVDs e singles dos CDs das músicas-tema] abaixo do necessário para dar algum lucro e que, existindo ou não, estava tendo impacto somente marginal na franquia como um todo [que vai do original/manga aos produtos licenciados].

E querendo ou não, o mais caro aqui não é a produção do anime em si, mas sua exibição em horário nobre; afinal, a emissora tem que ponderar muito bem o resultado obtido e o potencial que existe dentro daquele timeslot e calcular se o investimento está realmente valendo a pena. Como vimos acima no caso de Bleach, agora não mais.

O que não quer dizer que outros modelos sejam inviáveis. E se pegarmos os resultados de vendas de DVD, veremos que Bleach, que no começo chegou a vender mais de 10 mil cópias por disco lançado, mesmo atualmente consegue manter uma média entre duas e três mil cópias vendidas. E isto para algo considerado infinito e com certa falta de foco – afinal, precisava-se agradar muita gente.

Agora livre destas amarras, evidente que a produção pode agora fazer uma obra mais focada no fandom mais fiel [e hardcore] da obra, através de dois caminhos: tanto os OVAs adotados massivamente por HUNTERxHUNTER [derivados da série de 1999, antes que a adaptação de 2011 fosse sequer planejada], Saint Seiya e The Prince of Tennis, perfeitamente factíveis para uma obra que se minimamente caprichada venderia cinco mil, quem saber de novo dez mil cópias sem dificuldade.

A outra, também com exemplos a serem dados [InuYasha; e não desconsiderem a possibilidade de HUNTERxHUNTER 2011 ter sido planejado sabendo-se do final iminente do manga], é uma arco final a ser adaptado para televisão: seis meses ou no máximo um ano são mais do que suficientes para adaptar o tão comentado arco final de Bleach, mesmo que este dure mais alguns anos. Se mesmo mangas com maior densidade narrativa costumam-se encaixar-se com maestria no ritmo de dois capítulos por episódio, o que dirá de Bleach, conhecido por um volume ser lido literalmente em meia hora?

Assim, não fique surpreso quando sim, daqui a algum tempo surgir a notícia de que mesmo as animações de Bleach não chegaram ao fim. Não o definitivo. E um adendo: o manga, ao contrário do dito por muitos, não acaba devido a um eventual fracasso ou saturação.

Bleach é atualmente o quarto manga mais vendido da Shounen JUMP, atrás do trio composto por HunterXHunter, Naruto e One Piece e com distância até aqui confortável frente a Bakuman., Gintama e Toriko; claro que Toriko está em pleno processo de engorda e os responsáveis pela revista sabem muito bem disso, mas isto é pensando a longo prazo, afinal a parte séria de Toriko [aonde sua popularidade realmente deve explodir] ainda está longe de começar.

E em uma editora como a Shueisha que trata como reis os sucessos apenas medianos de Shaman King ou To Love Ru realmente deixaria um dos mangas mais famosos e influentes da década ir assim? Se Kubo quiser, pode viver contando a cada mês um pouco mais sobre o extenso universo de Bleach. Não é nenhum pecado e muitos sem a energia criativa de um Inoue ou Togashi não deixam de ser respeitados por isso.

16 Comentários

Arquivado em Notícias, Outros

16 Respostas para “Analisando o Fim do Anime de Bleach

  1. Bleach é o novo InuYasha, cancelaram a animação e daqui a uns anos animam de novo a saga final.

  2. Concordo com o dito, Bleach não merece ser mal tratado porque perdeu o anime, isso não é demérito nenhum e está errado que acha que o mangá está fracassando, como foi dito, Kubo poderia facilmente virar um Kuramada e viver e spin-off.

    Bleach não merece isso!!!!…… se for falar mal, fale dos furos de roteiro, do protagonismo exagerado, da arte preguiçosa, da dramatização exagerada, do medo de terminar a obra…..

  3. Pingback: Anime Beelzebub Acaba em Março/2012 | Nahel Argama

  4. Pra min ja vai tarde. tem mais que acabar mesmo e abrir espaço para series melhores.

    Na minha opinião se bleach seguise o caminho que Nurarihyon no mago e bakuman andam fazendo seria muito melhor e mais respeitado oj em dia.

    Pra min esse é o futuro dos animes. Se o anime não tem qualidade pra conseguir mantar uma distnacia pegal do manga Exe: one piece é 1 cap = 1 episodio.

    o FUTURO sao arcos separados !!!

    Igual nurarihyon no mago anima um arco da 1 pausa e volta. bakuman mesma coisa ja teve 2 temporadas de 2 cores e tem uma 3/ pranejada + para frente.

    Se todo anime fosse feito assim. Acabaria os filler ridiculos( e isos bach ganha titulo dos fillers + lixoes do mundo.

    TO MUITO FELIZ de beach acabar a ter q ver outro filler de merda nesse anime !

    • Esse modelo de split-cour é novo. E cara, Bleach não tem o que fazer, quer que o estúdio fique mostrando quadro branco no anime? Porque isso é o que mais tem lá.

    • Mirukage

      Aprenda a escrever antes e depois venha no blog.
      fora que vc está pedindo cenas paradas e episódios fillers. Que vergonha!
      Não compare Bleach e One Piece, narrativas sem menor comparação.

  5. Tomara que Bleach não vire o novo Rurouni Kenshin, que nunca teve a saga final animada ;/

  6. Projeto Verena

    A coisa é mesmo regida pela grana, se bem que uma hora toda hora deve acabar…. tomara que no caso de Bleach seja em grande estilo.

    • Infelizmente deve ser “por baixo” como costuma ser em toda obra “cancelada”. Episódio final, duro e simples.

      • Projeto Verena

        Os mangás sempre serão nossa salvação…. isso mais do que prova que adaptações (quase) nunca se equiparam aos originais

  7. Pingback: Anime “Coreano” de Gon e Possível Fim de Gintama’ | Nahel Argama

  8. Ismael

    Eu penso da seguinte forma,quem é fã de Bleach pode até chorar agora mais pode ter certeza que daqui a algun tempo estaremos comemorando o retorno de Bleach nas Telonas por que afinal Bleach para min é um dos melhores mangás que eu já vi.
    E creio eu que ele tem muita capacidade de vender mais no mangá e arrecadar mais lucros,claro que eu posso tah falando lorota por ser super fã da serie porém não so só eu que penso assim então.
    BANKAI ICHIGO!!!!!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s