Pokémon, Eleição Presidencial Americana, Música Popular Brasileira e Character Design


Quem diria que a trilha de Pokémon, o Filme 2000 [aquele do Lugia que é bem menos lembrado que o primeiro] seria utilizado por um ex-pré-candidato a presidência dos Estados Unidos da América – ainda mais por alguém do conservador Partido Republicano. Mas como diria o poeta, Pokémon realmente é um dos animes de maior impacto de todos os tempos – tanto no Japão, aonde já passa da marca dos setecentos episódios, quanto aqui no Ocidente, aonde é citado como ápice do boom de anime no Brasil por pessoas de fora do ramo.

Agora o que provavelmente você não sabia é que Pokémon também é o anime com a melhor referência na música brasileira. E não digo todas as versões brasileiras e vergonhas alheias similares feitas para embalar o anime para o normalfag brasileiro [vale ouro o post do Moon Stitch sobre o assunto], e sim de uma referência em uma música que não é para o nicho, em um gênero que os fãs do nicho evitam como a peste mas que é tocada muito mais que qualquer versão do Pegasus Fantasy feita pelo Angra.

E como podem ver aqui, esta referência do famoso grupo de rap Racionais MCs ao anime é sutil e casa perfeitamente com a letra da música. É assim que referências devem ser feitas, sendo boas para os dois lados – tanto tratando com o respeito o homenageado como não saindo do caminho somente o criador deixar muito bem claro sua intenção [o que soa como preguiça, na boa]. Podem mandar nos comentários referências que achem superiores, mas garanto que nenhuma teve o alcance dos Racionais.

É isso.

Opa, PERAÊ!,

como falar de Pokémon e não comentar sobre a decadência do character design dos monstrinhos de bolso desde quando eram 150? Porque tudo era mais bonitinho naquela época, né? Muita nostalgia e pouca lembrança que o Ditto era o Pokémon #137; nostalgia inclusive em querer comparar como iguais a proposta de design que tínhamos em 1997 e a atual, quinze anos depois. As crianças atualmente meio se acostumaram e meio realmente querem algo menos redondo e com aparência de bem-finalizado.

Ser cool é ser deformado, esquisito, diferente – mas de uma maneira que soe bacana. Não é esse o charme de One Piece a Ben 10 – e por isso a lembrança dos bons tempos de Dragon Ball e Thundercats vem a mente de muitos? E lá vamos citar o Jovem Nerd de novo – afinal, conseguiram resumir bem o que pensam os amantes desses anos “mais felizes”.

Acostumem-se, jogadores de Pokémon maiores de dezoito anos: eles sabem que vocês jogam isso apesar de ficarem revoltados com o design dos bichos. Os desenhos são assim porque meticulosamente planejados para agradar a criançada mais nova, que cresce em um mundo mais louco que o nosso – ao menos nesse aspecto.

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s