Julho/12: Apostas e Comentários

Hora de, em uma temporada que promete ser a mais fraca em um bom tempo, fazermos as costumeiras Apostas [Janeiro/2012 | Abril/2012] do que afinal estaremos assistindo nos próximos três [ou mais] meses.

Sim, de Sakamichi no Apollon a Fate/zero, muitos animes que começaram em Abril [e alguns outros que vinham de antes, como Aquarion EVOL] terminaram; mas o ciclo da vida dos animes continua e teremos por volta de trinta estreias em Julho de 2012.

Claro que faz parte do show errarmos: afinal, quem disse que Lupin Sansei: Mine Fujiko to Iu Onna prestou?, mas a proposta de apresentarmos os dados que podemos para ajudar na sua escolha do que assistir e do que não assistir continua mais do que válida – tanto é que as dois grandes exemplares da última safra [Apollon e Uchuu Kyoudai] eram Grandes Apostas deste blog.

Mas em uma temporada menor vale mais uma vez mudar as regras do jogo. E assim teremos uma nova configuração, que poderá ver abaixo, que tenta abranger literalmente todas as estreias balanceando ainda mais informação e opinião. Desta vez, com indicadores mais claros na medida para fazer este post cumprir o seu papel: auxiliar você na escolha do que diabos esperar de cada estreia. Como sempre, mãos à obra!

Grandes Apostas

Chouyaku Hyakunin Isshu: Uta Koi
TYO Animations, indefinido

[trailer]

Sinopse: Uta Koi conta a “interpretação super liberal” da antologia Hyakunin Isshu compilada durante o Período Heian que consiste em cem poemas românticos de cem diferentes poetas. Exemplo é Genji Monogatari, de Murasaki Shikibu.

Impressões: Argumento simples, mas que nas mãos sensíveis de Kenichi Kasai [Bakuman, Honey and Clover, Nodame Cantabile] e no horário que há pouco abrigou o fascinante Natsume Yuujinchou, podemos ter – mesmo que pelo estúdio pequeno que é o TYO Animations [Showa Monogatari, The Legend of Koizumi, Tamayura] – a surpresa da temporada, o cavalo negro a sombra dos parcos destaques que são Natsuyuki Rendezvous ou Sword Art Online.

Mesmo que irregular como o vagamente similar [no sentido de serem, de alguma forma, compilações de histórias] e amplamente subestimado Aoi Bungaku Series [que de alguma forma virou um pequeno cult], promete valer a pena tanto para quem quer algo diferente e com aquele toque intenso de Japão – e sem o tom diluído demais de Furusato Saisei: Nihon no Mukashi Banashi.

Por que assistir: Um raro josei; “diferente”; staff competente.
Por que _não_ assistir: Soa irregular e episódico demais; produção parece fraca.

Expectativa: Alta [8].

Kyoukai Senjou no Horizon II
Sunrise, 1-cour, continuação direta

[trailer]

Sinopse: Em uma terra distante, o Japão está dividido em territórios feudais; ainda não conquistada por outros países, a cidade de Musashi irá acender a chama da batalha – ameaçada, não tem outra maneira de manter seu povo seguro que não seja entrar nesta guerra. E com o destino do mundo em suas mãos, os estudantes de Musashi podem ter a chave para a vitória.

Impressões: Sem dúvida uma obra que divide opiniões: quem ama aprecia o vistoso trabalho de Manabu Ono a frente do estúdio de animação Sunrise, que juntos conseguiram adaptar o inadaptável colosso que é o primeiro livro da série [composta por tijolos por volta de mil páginas cada] para quatro horas de polida animação no qual o forte é a criatividade do autor para a construção de um mundo rico, complexo e surpreendente.

Quem odeia despreza o fato de termos um anime com personagens clichês [com um protagonista homem e tarado que resume o ame-ou-odeie da série] e roteiro somente acima da média cuja direção acaba sendo algo travada, com um começo que até os responsáveis admitem ser difícil e absolutamente confuso, sendo possível claramente ver que a obra não foi pensada para uma mídia audiovisual. E sim, é para fãs hardcore e tem apelo praticamente inexistente fora deste nicho.

Por que assistir: Boa mistura de ação, drama e romance; valores de produção elevados; muito criativo; protagonista diferenciado.
Por que _não_ assistir: Extremamente confuso; muito otaku; não flui tão bem como anime nesta adaptação.

Expectativa: Alta [8].

Natsuyuki Rendezvous
Dogakobo, 1-cour [noitaminA]

[trailer]

Sinopse: Um jovem com problemas na vista chamado Hazuki trabalha meio-período em uma floricultura e acaba se apaixonando pela dona, Rakka. Mas o que acontecerá quando ele descobre que em seu apartamento reside o espírito do homem que ela não consegue esquecer?

Impressões: Baseado em um manga josei concluído ano passado com somente quatro volumes publicado na mesma revista de Helter Skelter e Usagi Drop, todos estão apostando em uma obra absolutamente desconhecida simplesmente pela grife noitaminA e pela possibilidade desta premissa legal [mesmo que pareça ser difícil de ser executada da forma correta] resultar em uma obra ao menos boa.

O trailer está bonito, o staff é acima da média e os onze episódios são na medida para a história poder ser adaptada no ritmo certo – agora é questão de vermos os detalhes; do original às escolhas dos realizadores, tem tudo para dar certo e talvez chegar forte na disputa de anime do ano. Ou ser outro Toshokan Sensou, reconhecidamente legal, mas não o suficiente para ser lembrado.

Por que assistir: Sinopse interessante; chance de adaptação fiel de um josei; grife noitaminA.
Por que _não_ assistir: Sinopse que sugere certos exageros; cult/nicho demais para muitos; tendência a ser somente acima da média.

Expectativa: Alta [8].

Sword Art Online
A-1 Pictures, 2-cour

[trailer]

Sinopse: Um programador gênio chamado Kirigaya “Kirito” Kazuto entra em um mundo que combina realidade virtual com “MMO” chamado Sword Art Online. Não há escapatória dali a menos que o jogador termine o jogo; porém “morrer” durante o jogo significa a morte do jogador no mundo real.

Impressões: Do mesmo escritor do original de Accel World, que acaba tocando em temática similar, SAO é considerada de longe a melhor obra deste – e até na adaptação para anime acabou ganhado destaque – da animação de ponta [mesmo que genérica como sempre] do A-1 Pictures a um talentoso staff que envolve desde o diretor Tomohiko Ito [do irregular Occult Academy mas com boa passagem pelos estúdios MADHOUSE e A-1 ao longo dos anos] a trilha sonora da sempre elogiada Yuki Kajiura.

Sinopse interessante – e na medida para o grande público otaku, original elogiado, adaptação para anime sendo conduzida sem restrições orçamentárias e por pessoas competentes, quer mais o que? Anime mais popular de Julho – aliás, mais popular que vários atualmente no ar segundo o My Anime List. Pegue a sua pipoca, porque temos o substituto de Fate/zero no coração de muitos.

Por que assistir: Parte técnica excelente; sinopse cativante; baseado em um original de qualidade.
Por que _não_ assistir: Otaku demais; genérico demais para certos gostos.

Expectativa: Média-alta [7,5].

Pequenas Apostas

Binbou-gami Ga!
Sunrise, 1-cour

[trailer]

Sinopse: Ichiko Sakura é uma garota de 16 anos que vive a vida boa e é abençoada com beleza, inteligência e saúde. Tem bastante “Energia da Felicidade”, que pode fazer as pessoas felizes, mas a custo dela absorvê-la de seu redor. Isto causou uma quebra no balanço da energia no mundo e assim torna-se alvo de uma Deusa da Pobreza chamada Momiji. O objetivo de Momiji é remover este poder de Ichiko para que a energia volte para seu lugar de origem.

Impressões: Manga da JUMP SQ. famoso por ser uma comédia deliciosamente aleatória, ganha adaptação em anime [no horário de Medaka Box, que provavelmente volta em Outubro] pelas mãos do “segundo diretor” de Gintama, o anime aleatório de comédia.

E se o Sunrise adaptou no começo do ano o pouco assistido mas muito elogiado Danshi Koukousei no Nichijou com algum resultado, o que dizer quando agora temos uma sinopse realmente interessante como plano de fundo das piadas aleatórias a serem entregues aqui; claro que está longe de ser para todos [mesmo Gintama’ é tremendamente desprezado por essas bandas do mundo], mas podemos ter aqui se bem-feito uma boa e grata surpresa.

Por que assistir: Staff competente; baseado em original de qualidade.
Por que _não_ assistir: Humor aleatório/”gritado” demais para muitos; para fãs de comédia em anime.

Expectativa: Na média. [6]

Joshiraku
J.C.STAFF, indefinido [provavelmente 1-cour]

[trailer]

Sinopse: Baseado no manga de Kouji Kumeta [Sayonara, Zetsubou-sensei], um grupo de artistas de rakugo discutem assuntos aleatórios e geralmente chegam em uma conclusão engraçada e/ou inesperada que acaba estando bem longe do assunto inicial.

Impressões: Manga de comédia do autor de Sayonara, Zetsubou-sensei ganha adaptação animada pelo diretor de Bokusatsu Tenshi Dokuro-chan e Shinryaku!? Ika Musume. Nem o J.C.STAFF pode estragar isso, mas será mesmo que algo cem por cento baseado em entrega de piadas e situações engraçadas [com um toque de reflexão] da maneira mais simples possível pode realmente dar certo?

Pode, mas o risco de ser simplesmente mediano [a ponto de ser ignorado] existe, basta um Tsutomu Mizushima pouco inspirado para isto acontecer. E é isto, somente isto, que impede Joshiraku de ser uma Grande Aposta deste blog para Julho – mas seguramente é uma Pequena Aposta e forte candidato a dark horse da temporada.

Por que assistir: Promessa de diálogos bem-feitos e críticos neste quase superflat; bom staff
Por que _não_ assistir: Conceito que precisa ser muito bem-executado para dar certo.

Expectativa: Acima da média. [7]

TARI TARI
P.A.WORKS, 1-cour

[trailer]

Sinopse: Sakai Wakana já estudou música, mas acabou parando após perder sua mãe. Miyamoto Konatsu é uma garota que pensa positivo e ama cantar e passar tempo depois da aula no clube de canto. Okita Sawa é membro do clube de arco-e-flecha cujo sonho é se tornar uma cavaleira. E a música irá unir essas garotas – e outros – em um grupo no último verão delas no Ensino Médio.

Impressões: A roupagem pode ser levemente diferente de Hanasaku Iroha, o projeto comemorativo de dez anos do já respeitado estúdio P.A.WORKS [conhecido por seus belos cenários e uso geral de fotografia e design já característico], a intenção aqui é absolutamente a mesma: encantar os otakus com uma mistura de anime kuuki-kei [relaxante] e drama no qual meninas lindas o bastante para render boas figures e serem belas waifus são o centro das atenções.

HanaIro, com seus 2-cour, acaba se perdendo em vários aspectos e sendo absolutamente mediano, mas aqui temos potencial – tanto pelo menor tempo quanto por não dependemos tanto de somente uma personagem ame-ou-odeie como na obra anterior – não para o anime do ano, mas pelo menos para o anime moe do ano [pelo menos até Hidamari Sketch x Honeycomb, em Outubro]. Para fãs de meninas moe.

Por que assistir: Parte técnica linda; promessa de ser bom representante do gênero.
Por que _não_ assistir: Somente para fãs de moe e relacionados.

Expectativa: Acima da média. [6,8]

Quem Sabe…

Kingdom
Studio Pierrot, 38 episódios

[trailer]

Sinopse/Impressões: Mais no review do Primeiro Episódio. Basicamente, mais um seinen com profundo gosto de battle shounen com começo mediano mas simpático. Pode melhorar, pode simplesmente continuar esquecível.

Por que assistir: Simpático, contém a ação e o drama que tantos adoram; 38 episódios são ideais para quem procura obras mais longas.
Por que _não_ assistir: Animação em 3DCG demasiadamente artificial; parece mais do mesmo; 38 episódios podem ser longos demais para muitos.

Expectativa: Na média. [5]

Koi to Senkyo to Chocolate
AIC Build, 1-cour

[trailer]

Sinopse: Yuki, que quer se apaixonar, e Chisato, que não curte chocolates, são amigos de longa data e estudantes do mesmo colégio; além disso, fazem parte do clube da comida com sua colega de classe Mifuyu, sendo que na verdade não fazem nada a não ser conversar. Mas um dia Satsuki, candidata a presidência do conselho estudantil, promete fechar os clubes que não fazem nada e para impedi-la alguém terá que se lançar candidato – mas quem? Sim, Yuki – para salvar o clube, ele só precisa se tornar o próximo presidente!

Impressões: As garotas parecem ser adoráveis. E só. Sendo que nem um character design refinado como o de Ore no Imouto ou bonito como o de Amagami SS temos aqui.

É aquilo: vai ser o mesmo de sempre porque os japoneses [e muita gente por aqui também] quer ver isso, o mesmo de sempre. Protagonista, garotas bonitas, pseudo-romance, pseudo-comédia, clichês, etc.. Mesmo assim, tem os animes que fazem isso da forma certa e os que fazem da forma errada; como OreImo e HaGaNai, KoiChoco parece ser a terceira incursão seguida do AIC Build que ao menos vai passar no teste dos fãs. Fãs, assistam. Não-fãs, não assistam. Simples assim.

Por que assistir: Mais um anime moe/harem/ecchi na medida para ser mediano.
Por que _não_ assistir: Mais um anime moe/harem/ecchi na medida para ser medíocre.

Expectativa: Na média. [5]

Muv-Luv Alternative: Total Eclipse
Ixtl e Satelight, indefinido [provavelmente 1-cour]

[trailer]

Sinopse: Em 1973, extraterrestres conhecidos como BETA [Seres do extra-terrestre Orion que são adversários da raça humana] invadiram a Terra, sendo que a Eurásia desapareceu e bilhões de pessoas morreram; o motivo pelo qual a humanidade ainda sobreviveu foi a existência de TSF [os robôs gigantes do trailer]. Em 2001, Yui Takamura, piloto de TSF japonesa, é enviada para o Alasca em um projeto conjunto com os Estados Unidos e a Rússia para uma nova geração de robôs; lá encontrará outros jovens pilotos e assim começa a história…

Impressões: Um eroge da mesma produtora de Kimi no Nozomu Eien com duas partes: uma tradicional, com romance e o mesmo de sempre, e outra que inclui mechas e ETs: adivinha qual fez sucesso?

Após jogos, mangas e universos alternativos surgidos desde o jogo de 2003, finalmente Muv-Luv chega com uma adaptação da Light Novel spin-off Total Eclipse como sua primeira produção animada – e quem melhor que o Satelight de Aquarion EVOL e Macross F para dar vida a essa mistura de sci-fi e… anime? [se vocês me entendem]

Ao contrário de um Infinite Stratos em que a primeira coisa que o anime faz e deixar claro que não existe perigo, aqui a ação e construção de universo serão intensas; e pelo menos lá fora [a rejeição ao gênero mecha no Brasil, mesmo quando abordado somente de forma tangencial, é ridícula] deve ser um dos nomes mais populares da temporada. As “credenciais” das garotas falam por si, não?

Por que assistir: Ação em mechas; parte técnica sólida; construção de mundo interessante.
Por que _não_ assistir: Personagens clichês; tendência a ter o ecchi/harem/escolar que tanto divide opiniões; tudo aponta para um anime mediano.

Expectativa: Na média. [5,5]

Erm…

Hagure Yuusha no Estetica
ARMS, 1-cour

[trailer]

Sinopse: Tetas.

Impressões: Poderes especiais, lutas, escola, harem de garotas fartas [se vocês me entendem] – sim, como HighSchool DxD, Sekirei, vocês sabem. E claro, do mesmo estúdio de Queen’s Blade e Hyakka Ryouran ~Samurai Girls~. Em resumo: tetas…

…censuradas até os respectivos Blu-Ray. *assim, assista os quatro animes citados neste parágrafo, dica*

Por que assistir: Tetas.
Por que _não_ assistir: Tetas.

Expectativa: Tetas. [*]

Jinrui wa Suitai Shimashita
AIC ASTA, 1-cour

[trailer]

Sinopse: Em um mundo aonde fadas de 10 centímetros de altura que curtem doces tem um papel relevante, estes acabam precisando de embaixadores como a protagonista de voz açucarada para se entenderem com os seres humanos.

Impressões: Netotin ama este anime: a protagonista é uma fofa, a música é tão calma e gostosa de ouvir – e a abertura é daquela menina de Hanasaku Iroha -, parece ser o anime ideal para o mascote assistir enquanto toma um achocolatado enquanto o dono dorme, netin~

Ah, o clima lembra Ikoku Meiro no Croisee, só que com fadas. Será que as fadas querem brincar com Netotin? >___<

Por que assistir: Relaxante e calmo.
Por que _não_ assistir: Tão fofo que dá diabetes; somente para fãs hardcore de moe.

Expectativa: Baixa. [4]

La storia della Arcana Famiglia
J.C.STAFF, 1-cour

[trailer]

Sinopse: Arcana Famiglia é uma organização com poderes misteriosos que protege uma pequena ilha do Mediterrâneo de piratas, países estrangeiros e outras ameaças. A filha única do Papa da família, Felicita, irá se casar com o próximo chefe desta em dois meses – sendo que este será decidido em uma competição aonde inclusive a própria – que não quer se casar – participará.

Impressões: Belos homens com um background “mafioso” lutando pel entre si para conseguir um prêmio: a cabeça da família, que envolve casar-se com uma garota que não está afim disso. É criativo, mas ainda assim é um harem reverso daqueles com cara de ter um excelente Primeiro Episódio explorando sua premissa para logo depois cair no marasmo e nos clichês.

J.C.STAFF e Chiaki Kon [Junjou Romantica, Sekai-ichi Hatsukoi] parecem garantia no máximo aceitável, e provavelmente mediano em todo e qualquer aspecto – não foi assim que Hiiro no Kakera se desenvolveu ao longo da temporada anterior a esta?

Por que assistir: Harem reverso com premissa interessante; protagonista aparentemente longe da apatia de outros animes do gênero; toques de battle shounen.
Por que _não_ assistir: Staff e produção medianos; forte tendência a apresentar todos os clichês do gênero.

Expectativa: Média [5].

Tanken Driland
Toei Animation, indefinido [provavelmente 2-cour]

[trailer]

Sinopse: Devido a influência de alguém que visitou sua cidade natal quando era só uma criança, a Princesa Mikoto de Elua decide tornar-se uma caçadora e buscar por tesouros por toda a terra de Driland. Ela embarca em sua jornada com seu assistente pessoal Wallens, mas logo eles se juntam a Pollon, um caçador que sonha em ser um heroi e Paan, um cavaleiro andante. E enquanto eles continuam sua exploração, começam a sentir que um grande perigo se aproxima.

Impressões: Anime de ação feito para vender jogos para celular. E bonecos. E outros tipos de merchandising. Nada contra, mas o fato da animação ser em SD [Super Deformed] mata qualquer possibilidade da obra ser mais que meramente um caça-níqueis feito por um time mediano e sem dinheiro nem liberdade de fazer qualquer coisa. Será passado despercebido, anotem.

Por que assistir: Boa dose de ação e fantasia; parece ser simpático.
Por que _não_ assistir: Animação em SD; projeto com cara de mediano; para fãs de ação e fantasia – e só.

Expectativa: Baixa. [4]

Continuações

Nos casos presentes abaixo iremos tratar de obras que chegam a continuações diretas sem que o autor do texto tenha visto a Primeira Temporada; nestes casos, que vocês fiquem com uma recomendação de review [geralmente da otakusfera gringa, afinal faltam mais reviews aqui e nos demais blogs brasileiros] e a impressão geral do fandom para facilitar a sua vida.

Dog Days Dash
Seven Arcs, 1-cour

[abertura da primeira temporada]

Continuação do anime de Abril/2011 dos mesmos realizadores de Mahou Shoujo Lyrical Nanoha que conseguiu atrair público basicamente por ser fofo. Até a guerra entre cães e gatos é fofa, e o foco são nos fofos personagens interpretados pelos melhores dubladores que o Japão pode oferecer [incluso abertura por Nana Mizuki e encerramento por Yui Horie] – também presente fofa ação neste anime com um fandom fofo o suficiente para comprar os BDs. Entretenimento fofo, vendeu o bastante para a provavelmente fofa Segunda Temporada.

Hakuouki: Reimeiroku
Studio DEEN, 1-cour

[abertura da primeira temporada]

O harem reverso de ação [diferente de um shounen com toques disto, como Brave 10] que é referência no gênero [apesar de ser considerado somente mediano] chega a sua Terceira Temporada [descontando a mini-temporada de OVAs já lançada e lembrando que temos um filme a caminho] para contar afinal de onde veio a fictícia Shisengumi presente aqui; e sem a garota protagonista desta adaptação de otome game [jogo no qual uma garota cai no colo de belos e variados rapazes entre os quais pode escolher um para chamar de seu], a tendência é foco ainda maior na ação e claro, nas insinuações yaoi entre os rapazes.

Moyashimon Returns
Shirogumi Inc., 1-cour

[abertura da primeira temporada]

Slice-of-life. Mas vez de meninas fofas como de costume, bactérias fofas que só o protagonista consegue ver a olho nu – e se comunicar. Esquisito, mas interessante para criar um fio de interesse na inicial na audiência e trazê-la para apreciar uma obra focada em interessantes e carismáticos personagens aonde a comédia sem dúvida é um ponto alto. Sem dúvida um daqueles noitaminA que infelizmente poucos viram em 2007, tem status de cult mais que merecido.

Rinne no Lagrange 2nd SEASON
XEBEC, 1-cour

[abertura da primeira temporada]

Continuação do anime em split-cour [1+1 cour] que estreou em Janeiro/2012 e divide opiniões na sua mistura de ação com mechas, comédia e drama que se passa na ensolarada região litorânea de Kamogawa. É considerado charmoso e com personagens e enredo divertidos, mas que se contenta em ser mediano – e este é tanto o tom da crítica quanto o reflexo da recepção morna entre o público em geral, do japonês até o ocidental.

Yuru Yuri♪♪
Dogakobo, 1-cour

[abertura da primeira temporada]

Continuação do slice-of-life de 1-cour que passou em Julho/2011 e fez sucesso devido a suas personagens carismáticas, desenhadas de forma igual, dubladas com energia por [na época] novatas e presentes em um anime que desde o nome é carregado de subtexto yuri. Quem ama afirma que é engraçado, aleatório, pirado e que a animação é boa; quem não, que é terrivelmente mediano e chato. Para fãs de moe e yuri, você é um deles?

Quer uma segunda ou até terceira opinião? Artigos dos parceiros abaixo:
Anikenkai | Chuva de Nanquim | Elfen Lied Brasil | Gyabbo!

Artigo escrito em colaboração com @josikm

20 Comentários

Arquivado em Curiosidades, Notícias, Outros

20 Respostas para “Julho/12: Apostas e Comentários

  1. Pingback: Temporada de Verão 2012 |

  2. gustavo

    @Qwerty
    Sinceramente não tinha visto nenhum comentário de temporada assim antes, muito bom mesmo, diferente e muito informativo.
    Na medida do que eu quero, pra mim sinopse não quer dizer absolutamente nada, eu gosto de ver estudio no que foi baseado, e nota no my anime list (caso adaptação).
    O que eu achei a melhor coisa foram o “porque assistir” e ” porque não assistir”, é um belo resumo, apartir do qual passo a biscar mais informações, por exemplo, quando eu leio: tetas, harem…., ja nem leio o resto ja excluo, assim como se leio noitaminA, vou acompanhar.
    Gostei muito desse formato.

    o que vou acompanhar:
    devo acompanhar o noitaminA, e o da P.A que mesmo sendo +-a animação compensa (another), devo assistir algum peimeiros episodios para decidir mas deve ficar naqueles mesmo.
    Mas não tem nada que me desperte tanta curiosidade, deve ser preparação pra temporada de outubro que acho que chegar distruindo.
    Vou tirar essa temporada para ver outros animes como durarara e Angel Beats.

  3. Ewerton

    Mto legal Qwerty esse post, ao contrario de outros blogs que só sabem meter o pau.

    gostei da ideia do pq assisti e nao assisti, pq há gostos pra tudo

  4. Kingdom em seu quarto episódio parece ter abandonado completamente a animação 3D, o que é bom, pois estou gostando da proposta, do clima, mas para continuar com animação daquele jeito eu me sentia melhor se fosse assistir Max Steel. Agora acho que está usando apenas animação tradicional, mas claro, parece ter sido refeito às pressas então não é a melhor animação do mundo, mas está assistível. Vale a pena pelo enredo, que promete.

  5. Aqueles 11 minutos de Kokoro Connect foram tão ruins que acabou nem entrando na lista, foi?
    Shin Oonuma, essa é sua última chance antes de virar auto drop pra mim… D:
    Ansioso pelos dois Joseis da temporada, Binbougami ga!, Sword Art Online, Tari Tari e a segunda temporada de Moyashimon. E já está de bom tamanho. Vou usar o tempo extra para ler/assistir boas obras rs.

    • Nem vi – qualidade baixa de imagem, episódio pela metade, enfim… Mas Shin Oonuma tem decepcionado muito ultimamente – e além do profissional, tenho certa birra pessoal contra o estilo dele.

      Também pegar esse tempo e investir em outras coisas – só acho que no meu caso e sair dos animus.

  6. Custo a acreditar que vai assistir boa parte dessa lista,.
    Ei,Lupin foi um bom animê pra mim =O

    E LOL, Netotin fez uma participação. Sinceramente? Só vou acompanhar (se não houverem percalços) dois animês dessa temporada (e talvez os 2 de harém inversos.mas,não é garantia…).^^

    • >insinuando que irei mais que os sete animes desta temporada

      Enfim, este post é mais um guia mesmo – acho que os quatro animes citados como Grandes Apostas devo acabar vendo, mas os outros… seilá. Nos vemos nos Primeiro Episódio da vida, espero que esta temporada surpreenda a todos nós.

      • Os joseis estão (praticamente) garantidos (nem que eles sejam só “bons” e não excelentes). O meu problema é com o excesso de moe e ecchi. Bem,vamos esperar…
        Também dropo a maior parte dos que pego pra assistir. É natural fazer uma peneira por temporada…

  7. Na boa, dessa temporada só me deu vontade de ver Natsuyuki ~Nomedifícilaqui~…
    Só vou conferir uns 4 animes, e desses quatro, o único que eu não devo droppar depois de 3 episódios seja Natsuyuki ~nomedifícilaqui~!
    Bem, vou conferir SAO, Yuru Yuri, Kokoro Connect e… Aquele lá do nome grande demais para eu digitar aqui, mó preguiça.

    Curti o texto, Cuerti.

  8. Pingback: Preciso de um “slice of life” para continuar… « Abstrações

  9. Oi!!!

    Hã? Netotin foi citado aqui?
    Anime de fadas? Elas gostam de marshmallows?^^

    Bom…
    É provável que este anime abusará da calmaria e da fofurice, mas será perfeito para sair do estresse e tal… O dono sabe disso e… Ops!

    Além dele, outros animes também chamam a atenção. Mas, por hora, é melhor não levantar muitas suspeitas…^^
    Agora, tchau!

    ~netin!

  10. Igor Snow

    Gostei Qwerty, bem legal a formatação do post.
    Posso fazer um “índice” da sua expectativa pra usar no meu blog?

  11. Pingback: Verão Japonês – Nova Leva de Animações |

  12. Naumhagatos

    Garotos…

    Querem saber qual série vai ser realmente boa? Veja qual delas tem alguma matéria relacionada no blog do Lancaster.

  13. Pingback: Primeiras Impressões Gerais da temporada de Animes do Verão/2012 « Xtreme Divider

  14. Pingback: Mithril – Nova Temporada de Animes: Summer 2012

  15. Pingback: Temporada de Verão 2012 | Gyabbo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s