Arquivo da tag: Review Completo

Kaze no Tani no Nausicaa

No começo da década de 1980 Hayao Miyazaki já era um dos grandes nomes da indústria do anime – afinal desde a primeira série de Lupin Sansei, co-dirigida pelo também grande Isao Takahata, até o autoral Mirai Shounen Conan já havia feito seu nome como um competente diretor televisivo; e seu último trabalho até aqui, o bom Lupin Sansei, Cagliostro no Shiro, é um belo e algo maduro retorno ao cinema em um frenético e divertido filme já resenhado neste blog. Porém faltava algo a mais: uma obra em que se pudesse trabalhar verdadeiramente com liberdade [mesmo Conan é baseado em um livro de Alexander Key] para realmente impôr sua marca em um produção feita com muito dinheiro, cuidado e esmero.

Para conseguir o sinal verde para Kaze no Tani no Nausicaa, Hayao Miyazaki acaba tendo que em 1982 começar a produzir o manga da série [publicado parcialmente no Brasil em uma bela versão da editora Conrad] que garantiu o financiamento da Tokuma Shoten, que organizou o filme animado pela desconhecido estúdio Topcraft [cujos membros após o filme constituíram a base do hoje renomado Studio Ghibli] e distribuído pela gigante Toei. Junto com Super Dimensional Fortress Macross: Do You Remember Love?, Nausicaa chega aos cinemas japoneses em 1984 expandindo o tom futurista-apocalíptico e ambientalista de Conan em uma obra com um feeling definitivamente próprio e peculiar – tanto que mesmo em relação a obras posteriores, alguns elementos jamais foram repetidos. Continuar lendo

5 Comentários

Arquivado em Reviews

Heartcatch Precure!

Qwerty: Este é o primeiro de uma série de artigos feitos por pessoas que não necessariamente são membros deste blog; e nada melhor para começar esta seção que primará por dar opiniões e pontos de vista que por algum motivo sejam diferentes dos da minha pessoa que a @hakeru_chan, grande fã da franquia PreCure e famosa por ser fã dessas fofuras – além de fazer shipping em diversas obras, particularmente seu tão amado NaruHina. Ela também escreveu alguns Semanada para o Chuva de Nanquim. O artigo está delicioso de se ler, espero que curtam – e recepcionem bem esta primeira convidada.

Logo da série.

Pensem numa série de mahou shoujo de sucesso. Sailor Moon, adivinhei? Mesmo sendo uma série antiga, é sinônimo de “garotas mágicas” até hoje não só no Brasil mas em boa parte do mundo.

Exceto no Japão, aonde a árvore que saiu Sailor Moon já deu outros frutos. E não estou falando de Sakura Card Captors mas sim de uma das séries mais rentáveis para a Toei Animation, Bandai e demais licenciadores nos últimos oito anos: Pretty Cure.

Os críticos com certeza já tem na ponta da língua argumentos como “é apenas um anime comercial, criado para vender bonequinhas e encher as prateleiras de produtos licenciados como tempero pra arroz e papel higiênico”. E eles estão certos [até na parte do papel higiênico, mas isso é outra história]. Mas nada impede que mesmo um anime criado para vender brinquedos tenha um enredo interessante e personagens cativantes, certo? Continuar lendo

6 Comentários

Arquivado em Guest Post, Reviews