Aberturas de Anime: Cantoras

Dez ótimas aberturas de anime cantadas por dez excelentes cantoras, sendo estas dubladoras ou não.

Apesar das aberturas de anime mais famosas serem ou cantadas por cantores como Hironobu Kageyama, Akira Kishida e outros [como os temas de Dragon Ball Z e Saint Seiya] ou por bandas de JRock/JPop como as conhecidas L’Arc~en~Ciel ou Asian Kung-Fu Generation [temas de obras como Naruto ou FullMetal Alchemist], a verdade é que as mulheres cantam literalmente desde sempre nas aberturas de animes [como por exemplo na abertura do primeiro mahou shoujo da história].

Algumas aberturas mostradas no artigo sobre os anos 80 são cantadas por mulheres, que no caso eram simplesmente cantoras, com alguma ligação [ou não] com as animações em si. Mas de uma década e meia para cá, as dubladoras passaram a cantar, sendo exemplo clássico Megumi Hayashibara cantando as aberturas de Slayers [veja a primeira AQUI].

Assim cabe dividir as cantoras em dois times, as cantoras “tradicionais” e as que acumulam a função de dubladora. E que critério seria melhor que o utilizado no prestigiado Kouhaku Uta Gassen, que divide os times de acordo com a bandeira japonesa?

Vamos aqui reservar o vermelho, que contém o disco solar, para representar a forma mais antiga e clássica de temas de animes, os cantados pelas profissionais que focam na música e deixar o branco iluminado por este para representar a ascensão das dubladoras a protagonistas desta cena. Assim, vamos a lista:

TIME VERMELHO

mell – RideBack [RideBack OP]

Quando não se quer revelar spoilers de um anime, o melhor jeito de chamar a atenção é fazer uma abertura como esta. Bem cinemática, oferece de forma mais eficiente que em qualquer outro momento da série qual é a experiência de guiar um RideBack. A música de mell é uma bela cereja no bolo, e mostra que essa é uma das poucos intérpretes de anisongs que cantam eficientemente em inglês – o que conta pontos em um meio onde isso é muito deixado de lado.

Seira – Never [Kaiba OP]

Seira é outra cantora que arranha um bom inglês – além de ter uma bela [claro, não é excepcional] voz. O fato é que “Never” é uma bela música com um tom entre o poético e o depressivo que cai como uma luva em um anime como Kaiba. Este, que usa personagens de design “cartunesco” ou “infantil” propositadamente para contar uma fábula sobre o ser humano. E que órgão mais humano que as mãos, tão presentes na sequência de abertura?

eufonius – Reflectia [True Tears OP]

eufonius é uma banda pela qual vale até ver abertura de anime como Yosuga no Sora para ouvir a bela voz da vocalista riya. Imagine então quando está em um dos melhores dramas românticos dos últimos anos, cuja abertura é certeira em passar o clima da série, depressivo como o outono e suas folhas que caem. Pode não cair as lágrimas verdadeiras do título, mas é uma bela sequência para aclimatar o espectador ao drama destes quatro jovens.

Risa Yuuki – Pure Stone [Akai Koudan Zillion OP]

A abertura de Patlabor pode ser melhor, mas a de Zillion também é muito boa. Com um feeling mais clássico, dá espaço para a música “Pure Stone” e sua intérprete Risa Yuuki destacarem-se. A interpretação é exagerada? Talvez. Mas é um clássico que a versão brasileira não consegue imitar com precisão. Pelo menos temos a ambientação rochosa do planeta Mariz em destaque aqui – focada na abertura possivelmente para economizar uns trocos a mais para a caprichada animação da série.

Round Table featuring Nino – Puzzle [NHK ni Youkoso! OP]

Bela – e esquisita – abertura, também adepta de revelar pouco sobre a série [portanto, haja truque visual!], que ganhou uma música cujo casamento com é difícil de reverter. GONZO no seu auge na arte de fazer abertura, que pelo uso de cores e texturas muitas vezes saturadas, merece que um dia possamos revê-las em alta definição. E a voz muito suave da Nino não é um presente do universo?

TIME BRANCO

Yuu Kobayashi – Hanaji [Maria+Holic OP]

Essa abertura elétrica de Maria+Holic é um simplesmente um dos melhores momentos do estúdio SHAFT. Simplesmente surreal, maluca e muito divertida, usa a seu favor todos os elementos que fizeram a fama do estúdio – dos poucos elementos utilizados em cena até o grande uso de letras para complementar a imagem – barato, eficiente e algo hipster, tão fundamental para alguns em nosso tempo.

E a música Hanaji [Sangramento de Nariz], feita especialmente para a série e cantada pela principal dubladora do elenco, a “voz-de-garoto” Yuu Kobayashi, é viciante e combina perfeitamente com o clima de brincadeira e destruição presente no vídeo.

Kana Hanazawa – Renai Circulation [Bakemonogatari OP 4]

A maior revelação dos últimos tempos no quesito seiyuu teve seu primeiro personagem de real destaque na loli Nadeko Sengoku em Bakemonogatari – e aproveitando a tendência deste anime em fazer uma abertura para cada protagonista, tivemos a personagem preferida dos japoneses – ah, esses fetichistas! – cantando esse grude para os ouvidos que enlouqueceu os otaku do outro lado do mundo.

Mas apesar de todo o apelo… loli na história, tivemos aqui um exemplo eficiente da proposta do SHAFT de diversas aberturas para este anime de baixo orçamento [claro, houveram reflexos no número baixíssimo de frames da série] – simples, bacana e eficiente; principalmente graças a proposta que não se vê todo dia.

Maaya Sakamoto – Kiseki no Umi [Record of Lodoss War TV OP]

Maaya Sakamoto é com certeza mais cantora que dubladora – e só está nos dois ramos por conta da tolerância que o Japão tem com múltiplos talentos, algo que é até incentivado no país das idol – e isso se destaca na ótima Kiseki no Umi, friamente a melhor música presente neste artigo.

E quando a música está presente em uma das melhores aberturas da história da animação japones – tão boa que é uma daquelas melhores e mais conhecidas que a série em si – que consegue dar todo um clima épico a obra graças a edição e direção excelentes, fora a animação de qualidade, torna-se obrigatório que este vídeo de Lodoss War seja lembrado.

Yui Horie – Silky Love [ToraDora! OP 2]

ToraDora! é um anime relativamente simples que encanta pela boa execução feita pelo diretor Tatsuyuki Nagai [Ano Hana, To Aru Kagaku no Railgun] e por seu carisma [tanto a história quanto os personagens são interessantes o suficiente para criar verdadeiros fãs] – características estendidas principalmente a segunda abertura do anime, a qual reflete o segundo cour mais dramático que a série possui.

Simples, bem executada – apesar da série em geral ser apesar modesta em seu orçamento, o que reflete-se em uma animação apenas correta – e conta com a bela cereja no bolo que é a voz de Yui Horie, a segunda dubladora/cantora mais famosa no Japão, que é reconhecida por muitos aqui por conta desta música apenas razoável [bem, difícil elogiar algo com tanta distorção e autotune] mas que tem o mérito de ser um verdadeiro chiclete; e importante, como a música casa com as imagens.

Haruka Tomatsu – Motto Hade ni Ne! [Kannagi OP]

Apesar do ego inflado e dos fracos resultados para um diretor promissor que era, Yutaka Yamamoto [Yamakan] não tornou-se um nome conhecido de muitos à toa – e esta abertura de Kannagi, anime mais conhecido de sua direção [claro, ele foi o roteirista principal de Suzumiya Haruhi 2006], é prova cabal disso.

Além de fazer o dever de casa, que é marcar o clima da série e apresentar os personagens de forma efetiva, Yamakan faz mais: a abertura tem um muito agradável ritmo e estilo de clipe, inclusive com os cortes precisos e historinha básica necessária para a colagem de cenas fazer algum sentido para o espectador.

E Haruka Tomatsu, dubladora da protagonista, é a escolha perfeita para embalar a bonitinha música de abertura – sendo que em uma das sacadas espertas para contar a “história” desta, a própria personagem aparece cantando a música em um “show”. Um JPop agradável aos ouvidos.

5 Comentários

Arquivado em Aberturas

5 Respostas para “Aberturas de Anime: Cantoras

  1. Maaya Sakamoto = DIVA.
    Nem assisti Record of Lodoss War TV, mas simplesmente amo essa música.

    E essa OP 4 de Bakemono é uma gracinha. Pena que é da personagem que menos gosto lá. x)

  2. Mais que certo a aparição de Kannagi na lista, uma das OPs que eu mais gosto ( empatando com Horizon, Nikki, Penguin, Nichijou, Ika e Gintama ).

    Btw, arrume um espaço nos próximos espaços pra OP de Nadia.

  3. Marcello Godoy

    esqueceram da hirano aya, a voz da suzumiya haruhi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s